Depois de lançar em 2017 uma universidade, Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple, aposta num novo desafio. A empresa chama-se Efforce e quer ajudar as empresas mais pequenas a serem sustentáveis, pretendendo democratizar o mercado da energia eficiente, avaliado em 250 mil milhões de dólares, com projetos de eficiência energética.

Como anunciado em comunicado, o desafio passa por utilizar a tecnologia de criptomoedas e blockchain para tornar mais barato e acessível o financiamento às empresas com projetos amigos do ambiente. E isso pode aplicar-se a diversas situações, tais como alterar a iluminação para LED, ao isolamento e conservação do calor. "Criámos a Efforce para ser a primeira plataforma descentralizada que permite a todos participarem e beneficiarem financeiramente de projetos mundiais ligados à eficiência energética e criar uma mudança ambiental significativa", pode ler-se na declaração.

A janela temporal para salvar o planeta está a fechar-se. A tecnologia pode ajudar a reverter os danos?
A janela temporal para salvar o planeta está a fechar-se. A tecnologia pode ajudar a reverter os danos?
Ver artigo

Como funciona tudo na prática? A empresa criou uma moeda criptográfica, designada por WOZX, que os investidores podem comprar. Assim que o fizerem podem utilizá-la na compra de projetos de eficiência energética listados na plataforma pelas empresas do sector.

Depois do investimento, a Efforce acompanha as economias reunidas pelos projetos e devolve-as aos investidores, mas sob a forma de créditos energéticos. Os investidores podem utilizar ou vender esses créditos.

Para além do cofundador da Apple, também Jacopo Visetti, Jacopo Vanetti e Andrea Castiglione foram responsáveis pelo lançamento da empresa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.