O chamado price premium da utilização de rede móvel deverá baixar para os 42 por cento do mesmo custo para a rede fixa em 2007, na Europa, conduzindo a uma maior redução da diferença de preço entre as chamadas fixas e as móveis, indica a Frost & Sullivan. Segundo os resultados de um novo estudo da consultora, essa diminuição de diferença de preços irá contribuir para acelerar a tendência de substituição fixo-móvel entre o mercado residencial, mas não se sentirá tão acentuadamente entre o sector empresarial



Actualmente, os preços cada vez mais baixos das comunicações móveis, combinados com o aumento do aluguer das linhas fixas, contribuem para fazer crescer a opção pelos serviços móveis entre os utilizadores, refere a Frost & Sullivan, salientando contudo que é pouco provável que a substituição venha a ser total. A consultora diz que não será previsível que o móvel roube minutos em chamadas internacionais ao fixo, já que no primeiro caso o custo do serviço é muito superior.



As empresas, principalmente, vão continuar a mostrar preferência por alguns dos serviços oferecidos sobre rede fixa. Por oposição a um declínio de cinco por cento no mercado residencial, a consultora estima que o número de subscritores empresarias de linhas fixas baixe apenas dois por cento durante os próximos três anos.



O cenário de previsão geral da Frost & Sullivan aponta por isso para uma co-existência mútua entre serviços fixos e móveis. "A cada vez maior proliferação da VoIP e de comunicações de dados como é email, o instant messaging e a vídeotelefonia contribuem para a integração das capacidades móveis como o push-to-talk ou os toques nas linhas fixas", diz a consultora.




Notícias Relacionadas:

2004-05-17 - Operadores móveis poderão atingir 50 por cento do tráfego de voz em 2009

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.