A Oracle afirma que a Google lhe deve 2,6 mil milhões de dólares por violação de patentes de Java, que passaram a pertencer à Oracle após a compra da Sun Microsystems, o ano passado.

O valor foi esclarecido ontem pela Oracle no processo intentado em tribunais californianos para exigir o pagamento das patentes alegadamente violadas pela Google com o seu sistema operativo móvel, o Android, relata a imprensa internacional.

O montante está dentro do limite que havia sido antecipado pela gigante das pesquisas, após a leitura do relatório elaborado pelos peritos da Oracle. Na altura, anunciou que a empresa se preparava para pedir entre 1,4 mil milhões e 6,1 mil milhões de dólares, valores que classificou como "de perder o fôlego".

"Mesmo o valor mais baixo previsto por Cockburn [autor do relatório da Oracle] é mais de dez vezes superior ao valor que a Sun Microsystems fazia anualmente com a totalidade do seu programa de licenças Java e 20 vezes aquilo que a Sun ganhava com as licenças de Java para dispositivos móveis", afirmava o advogado da Google.

A Oracle defende que a Google interpretou mal as contas apresentadas e a análise do seu perito, que segundo a empresa se baseia em múltiplas evidências e foi levada a cabo à luz das relações comerciais das partes e da dimensão dos seus lucros.

A nova proprietária da Sun, que clama ter direito à indemnização por danos com base numa série de parâmetros, incluindo as receitas da publicidade em dispositivos Android.

A Google, que já tinha negado a violação de patentes, sustenta ainda que o negócio de software Android e a publicidade da Google são distintos bem como os valores a eles associados.

"O software faz com que os telefones funcionem, quer o utilizador veja os anúncios quer não" e a publicidade da Google também está presente noutras plataformas, não se encontrando accionada apenas em dispositivos Android, sustenta o responsável, acrescentando que o método usado pela Oracle para cálculo dos danos se baseia em erros legais de fundo e inflaciona os valores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.