O mercado profissional de impressão tem vindo a mudar ao longo dos últimos anos influenciado por vários factores, como a maior consciência ambiental, o surgimento de novas tecnologias e, principalmente, a necessidade de reduzir custos.

Na adaptação do negócio que a contenção impõe a solução parece passar cada vez mais pelo
outsourcing, e mais precisamente pelos Managed Print Services, notam os principais fornecedores desta área, embora a falta de preocupação com o custo total de exploração dos dispositivos adquiridos ainda se faça sentir, em alguns casos.

"Esta cultura ainda está muito presente nas empresas e ainda mais nos organismos do Estado. No entanto, sente-se já uma forte mudança de mentalidades (…) que abre caminho para a adopção de estratégias de redução efectiva de custos", nomeadamente o outsourcing, que segundo a Xerox, será a decisão acertada. "As organizações devem centrar-se no seu core business e passar a especialistas a gestão de áreas de não especialização".

A redução de custos, mais que uma opção é uma necessidade, pelo que será mandatório para as empresas procurarem soluções no mercado que permitam atingir esses objectivos, considera José Martins, da Canon Portugal.

"Os Managed Print Services permitem ter a impressão como um serviço, tendo como principais objectivos a redução contínua dos gastos totais e a melhoria contínua do serviço em áreas tão sensíveis como custos, produtividade, segurança e ambiente", lembra o responsável.

Tecnologicamente, poucas são as empresas que ainda utilizam o jacto de tinta, tendo-se registado nos últimos anos um crescimento da preferência por equipamentos multifuncionais (no caso das PMEs) e equipamentos de impressão laser monocromo pelas grandes empresas, inclusive o Estado, nota a OKI.

Em termos estratégicos, a fabricante também vê que a aproximação ao mercado deixou de se focar nos produtos se centrar, cada vez mais, nos serviços e no outsourcing. "O outsourcing de impressão tem ganho um peso inegável na forma de funcionar das empresas: poupa tempo, custos e permite à empresa usufruir de equipamentos cada vez mais inovadores e tecnologicamente avançados".

Conceitos em crescimento

Na mudança estratégica, centrada nos serviços, que as empresas portuguesas têm vindo a realizar cabem também outros conceitos como a mobilidade, a segurança, a gestão documental e a cloud - não fosse esta a buzzword do momento.

"As soluções de segurança ou mobilidade associadas às funcionalidades de impressão, começam cada vez mais a fazer parte deste tipo de contratos", refere José Correia da HP.

Todos os fornecedores são unânimes relativamente às mais-valias que o cloud computing poderá aportar à impressão nas empresas, e por isso todos já contemplam ou estão a preparar oferta própria neste sentido.

A gestão documental surge como outra área de negócio importante, e que se antecipa como igualmente promissora.

Patrícia Calé

Nota de redacção: Corrigida uma gralha.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.