A ParaRede divulgou esta manhã os resultados relativos ao terceiro trimestre do ano, para além dos resultados acumulados dos primeiros nove meses. Este é o sétimo trimestre consecutivo com resultados positivos da tecnológica.

A empresa é a primeira cotada a avançar com os resultados neste período, registando lucros de um milhão de euros desde Janeiro, com um aumento do EBITDA de 118 por cento para 2,3 milhões de euros.

Segundo um comunicado enviado à CMVM, a "melhoria significativa nos resultados líquidos resulta, claramente, da melhoria que ocorreu no resultado operacional bruto, visto que a mais-valia na alienação de 51% da Netpeople foi praticamente anulada pela revisão do imposto diferido activo".

A tecnológica tinha alienado, no final do terceiro trimestre, 51% da ParaRede Netpeople à Multipessoal pelo que a rubrica ganhos com operações descontinuadas apresenta um valor de cerca de 5 milhões de euros referentes à mais-valia obtida com esta venda.

Em relação ao resultado operacional bruto, que foi de 2,3 milhões de euros, o crescimento de 118 por cento é atribuído a uma subida da margem bruta em cerca de 20 por cento e a uma redução de custos de 11 por cento. Neste período a margem operacional bruta passou de 2,6 por cento para 5,2 por cento.

Ainda assim o volume de negócios registado desde Janeiro cresceu apenas 9 por cento face ao mesmo período de 2006, fixando-se nos 43,4 milhões de euros.

Numa mensagem aos accionistas, disponível no YouTube, Pedro Rebelo Pinto destaca que este é o sétimo trimestre consecutivo com resultados positivos, e tudo aponta para que sejam dois anos consecutivos positivos, "confirmando a sustentabilidade da empresa e a sua rentabilidade".

Notícias Relacionadas:

2007-10-01 - ParaRede desfaz-se de posição maioritária na NetPeople
2007-06-26 - Management reforça posição na ParaRede para os 9,42%

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.