Os resultados de um estudo efectuado pelo DSL Forum revelam que desde o ano passado até ao final do primeiro trimestre de 2006 foram mais de 17,1 milhões os novos assinantes de DSL na União Europeia. O número total de clientes ultrapassa agora os 52,8 milhões de assinantes, o que representa um aumento de 48 por cento durante o período em questão.



O nosso país contabilizou mais de 226 mil novos assinantes, sendo que o número total de clientes de DSL em Portugal ascende agora aos 736 mil, perfazendo um crescimento de 44,3 por cento.



Desta forma, a União Europeia assume a liderança do total de assinantes da tecnologia em todo o mundo, representando 35 por cento do total de clientes de DSL - mais de 150 milhões.



A nível mundial o número de assinantes também aumentou, registando-se um crescimento de 39 por cento durante o período em questão, o que significa que mais de 43 milhões de utilizadores aderiram ao acesso de banda larga em todo o mundo.



Os resultados do estudo revelam que durante o primeiro trimestre deste ano foram 1,5 milhões os novos clientes que aderiram ao DSL, havendo 22 países onde foram contabilizados mais de um milhão de clientes, sendo a China, os Estados Unidos, o Japão, a Alemanha e a França os cinco países com maior número de assinantes.



A Índia registou um aumento 700 por cento no número de novos de assinantes durante o último ano, o que lhe valeu a entrada na tabela dos 22 países com maior número de clientes.



Outros países destacaram-se pelo elevado crescimento na taxa de novos clientes de DSL, nomeadamente a Turquia (190 por cento), México (99 por cento) e Austrália (84,6 por cento).



O Paquistão aumentou o número de assinantes em 484 por cento, levando-o a liderando a tabela dos países com menos de um milhão de clientes de banda larga. Na mesma situação encontram-se países como Marrocos, Grécia e Bulgária, todos com um crescimento de mais de 200 por cento.



Das regiões onde o DSL tem vindo a emergir, destaca-se o crescimento acentuado na taxa de adesão de novos clientes em zonas como o Médio Oriente e Ásia que contabilizam neste momento 3,45 milhões de utilizadores, mais do dobro em relação ao período anterior. A América Latina atingiu um total de 7 milhões de assinantes no final de Março deste ano, sendo que o Brasil e o México representam 74 por cento do valor total de crescimento da região com, respectivamente, 1,2 milhões e 909 mil novos utilizadores.




Na América do Norte fora os Estados Unidos que registaram a maior taxa de novos clientes de DSL (34 por cento) - o acesso por cabo registou um crescimento de 21,9 por cento no mesmo país. Os resultados do estudo da DSL Forum revelam ainda que no Canadá, 49 por cento das ligações de banda larga são feitas por DSL.



De acordo com o mesmo estudo, são 14 os países em todo o mundo que atingem actualmente uma taxa de penetração do DSL no mercado superior a 20 por cento. Os países que registam a maior taxa de penetração de DSL são a Finlândia (38,3 por cento), a França (30 por cento), Taiwan (28,7 por cento), Coreia do Sul (27,6 por cento) e Bélgica (26,2 por cento).



Michael Brsuca, presidente da DSL Forum refere em comunicado que a forte adesão dos clientes de todo o mundo ao acesso de banda larga reflecte a sua importância para "famílias, estudantes e empresários", uma vez que estes têm aumentado o nível de exigência das conexões dado o crescimento de "múltiplas aplicações, incluindo serviços de voz e de vídeo".

Notícias Relacionadas:

2006-05-17- Banda larga chega a 12,5% dos portugueses com reforço do ADSL

2006-06-12- Ministros da União Europeia comprometem-se com metas da iniciativa de e-Inclusão

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.