O índice de software distribuído ilegalmente pode ter gerado prejuízos na ordem dos 450 milhões de dólares (310,8 milhões de euros) à Apple e aos programadores que desenvolvem aplicações para os dispositivos móveis da “marca da maçã”, contabilizando apenas o tempo de existência da App Store.

A análise é feita pelo serviço 24/7 Wall St. que estima que só a Apple, que fica com 30 por cento das receitas geradas a partir da loja de aplicações, tenha perdido 140 milhões de dólares (96,7 milhões de euros) com a pirataria.

As conclusões têm por base a estimativa de que 75 por cento das aplicações pagas são pirateadas, ou seja por cada software comprado, três são pirateados, nas contas do 24/7 Wall St., num total acumulado desde Julho de 2008 de 1,53 mil milhões de downloads ilegais.

“Se o preço médio de uma aplicação paga for três dólares, isso resulta em 4,59 mil milhões de dólares de prejuízo dividido entre a Apple e as empresas associadas”, refere a publicação.

O 24/7 salienta que uma estimativa justa da proporção de pessoas que teriam recorrido à App Store se não tivessem usado software ilegal se situará nos 10 por cento, “um valor que reflectiria 459 milhões de dólares de receita perdidos”.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.