A Polícia Judiciária (PJ) avisa a comunidade empresarial de que há indícios da internet estar a ser usada para, de uma forma massiva, serem transferidas avultadas quantias de dinheiro para outras contas que não as dos seus fornecedores.

Depois de intercetarem as comunicações entre as sociedades envolvidas e através da criação de contas de correio eletrónico parecidas com as dos fornecedores, os suspeitos conseguem fazer-se passar por estes e indicar novos IBAN beneficiários dos pagamentos.

Revelando em comunicado que o número de situações tem aumentado significativamente, a PJ apela as empresas que façam pagamentos internacionais por transferência bancária para que tenham cuidados redobrados nestas situações.

Entre as medidas de prevenção destacadas surgem a necessidade de assegurar a idoneidade do IBAN beneficiário, nomeadamente, solicitando-se a confirmação por meios alternativos ao correio eletrónico, como contatos telefónicos ou através de fax, com representantes já conhecidos das sociedades fornecedoras.

Rui Nunes, coordenador de Investigação Criminal de Aveiro, esclareceu ao SAPO TEK que estão em curso “dezenas de inquéritos a nível nacional, alguns mesmo há cerca de dois ou três anos” e que as “médias empresas de base industrial” são as mais lesadas em somas bastante avultadas.

“Estamos a falar de valores que rondam um mínimo entre os 10 e os 20 mil euros e que afetam muitas empresas com relações comerciais transnacionais”, refere.

O mesmo responsável referiu que, embora exista por parte das empresas afetadas cada vez mais uma “noção para apresentar queixa” e a cooperação internacional nos inquéritos em curso, os resultados não são animadores quanto à possibilidade de reaver o dinheiro perdido.

“A maior parte dos IBAN fraudulentos pertencem a países asiáticos de difícil realização pelo que, apesar de existir uma grande cooperação entre as autoridades de vários países, ainda não tivemos qualquer resultado positivo”, concluiu.

Nota da Redação: a notícia foi atualizada com as declarações do responsável pela Investigação Criminal de Aveiro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.