Aveiro recebeu o Hub Nacional GAIA-X, um projeto europeu de gestão de dados, que foi apresentado hoje na Universidade de Aveiro. O cluster nacional será gerido e dinamizado pela TICE.PT (Pólo das Tecnologias e Informação, Comunicação e Eletrónica). O objetivo do GAIA-X é reunir representantes de negócio, ciência e política a nível europeu para criar propostas para a próxima geração da infraestrutura de dados europeu que seja seguro e promova inovação, num ambiente seguro e legislado pela União Europeia como o RGPD.

O projeto assenta num ecossistema digital aberto e transparente, onde os dados e serviços possam ser disponibilizados e distribuídos num ambiente de confiança, que seja híper escalável e agregadora de várias empresas europeias, estimulando modelos de negócio capazes de competir a nível global. O programa liga infraestruturas centralizadas e descentralizadas de forma a criar um sistema homogéneo e “user friendly”. E Portugal é o mais recente membro do GAIA-X através do hub de Aveiro.

Nas palavras do Professor Paulo Jorge Ferreira, Reitor da Universidade de Aveiro, a penetração de cloud na Europa é de 26%, e em Portugal um pouco menos, mas o objetivo será aumentar nos próximos meses. “Não se podem partilhar dados se estes estiverem enterrados num data center”, e por isso deseja resolver os problemas e ligar a interoperabilidade de forma consistente para criar uma capacidade, open source, de acesso ao banco de dados por todos os interessados.

Nesse sentido, espera-se a partilha de dados a nível europeu entre os players das diversas indústrias, desde a agricultura, saúde, bancária, energia, industrial, energia, mobilidade e automóvel. Foi dado o exemplo de que a BMW e a Volkswagen já assinaram para aceder aos dados da GAIA-X. Mesmo a indústria da agricultura já começou a usufruir dos dados para se transformar e evoluir.

O GAIA-X em Portugal tem um quadro de membros com 22 membros, sendo Vasco Lagarto o líder do HUB português, e contando com muitas dezenas de parceiros, como a Bosch, Sonae, Glintt, Associação Porto Digital, Altice Portugal, entre outras. A IP Telecom foi mesmo o primeiro e único membro português presente no “Day One” como empresa do grupo de 159 fundadores do GAIA-X.

Assinatura da adesão de Portugal à GAIA-X

Segundo Manuel Ramalho Eanes, Presidente do TICE.PT, a missão é estabelecer uma plataforma de cooperação nacional que reúna e mobilize os intervenientes de ICT para a investigação, desenvolvimento e inovação promovidos pela entidade.

Destaca ainda a sua posição como responsável por cerca de 108 mil empregos e contribuição de 16,6 milhões de euros à economia. E vê no futuro a ajuda na penetração do 5G, sistemas de cloud, IoT, Big Data, tanto em PMEs, como organizações públicas.

O protocolo de cooperação foi assinado pelo Presidente do Conselho de Administração do GAIA-X, Hubert Tardieu, do Diretor-geral da Direção-Geral de Informática (DIGIT) da Comissão Europeia, Mário Campolargo, do Reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira, do Secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, e do Presidente do TICE.PT, Manuel Ramalho Eanes.

“Estamos a comemorar a adesão de Portugal a um projeto estruturante”, destaca André de Aragão Azevedo, referindo que o projeto vai permitir retirar mais valor do ativo dos dados que estão ainda fragmentados. A ideia de ser uma estrutura federada e aberta vai de encontro aos princípios fundadores da União Europeia, diz o secretário de estado, tais como a proteção dos dados. Autenticidade e confiança, soberania digital e liberdade de acesso ao mercado de base europeia são algumas das vantagens do projeto, refere. Apesar de ter convidado o TICE.PT como agregador, André de Aragão Azevedo deixa o convite a outros players que desejem juntar-se ao projeto.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.