De acordo com a imprensa internacional, as relações entre Henrique de Castro e Marissa Mayer, CEO da companhia, bem como deste com outros executivos de topo da empresa de Internet não seriam as melhores.



A imprensa está ainda a relacionar a saída com a falta de capacidade da Yahoo para atingir melhores resultados na área da publicidade online. Com um peso na ordem dos 40% no negócio, os anúncios revelaram uma performance pior no terceiro trimestre. As receitas desta área de negócio caíram 7% para os 421 milhões de dólares.




Informações não confirmadas pela Yahoo citam ainda um memo interno da empresa, onde Marissa Mayer terá dado uma breve explicação aos empregados sobre a saída do responsável, deixando claro que este foi despedido. "Tomei a difícil decisão de que o nosso COO deveria deixar a companhia", avança o blog Recode.

O executivo chegou à empresa convidado por Marissa Mayer com quem tinha trabalhado na Google. Como sublinha a BBC, é um dos executivos mais bem pagos de Silicon Valley, pelo que a sua saída da Yahoo deverá sair cara à empresa.




O vencimento anual de Henrique de Castro na empresa rondava os 600 mil dólares, conforme foi anunciado na altura. O valor não contempla o bónus anual complementar, nem os ganhos com as ações da empresa que o responsável recebeu quando entrou para a companhia.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.