Ao longo deste ano a Primavera BSS quer consolidar posição no mercado nacional, ganhando novos clientes nas áreas da construção civil e da indústria - onde recentemente lançou novas ofertas - e preparar a entrada nos mercados do leste europeu.



Em 2006, a empresa obteve um volume de negócios de 7,9 milhões de euros, crescendo 11,4 por cento. Para os resultados contribuíram positivamente os negócios no mercado internacional, que geraram 11 por cento da facturação total, sobretudo Angola, Moçambique e Cabo Verde.



Os PALOP e o mercado espanhol - onde a Primavera se instalou em 2006 - serão aliás alvos de um reforço da aposta da empresa ao longo deste ano, beneficiando do investimento de 3 milhões de euros que a tecnológica alocou para o triénio 2006-2008 e que serve de apoio à estratégia de internacionalização.



No primeiro ano definido pelo plano de internacionalização a empresa facturou fora de Portugal 871 mil euros, mais 98 por cento que em 2005, com os mercados africanos a gerarem a maior parte dessa facturação (630 mil euros).



Para 2007 a Primavera também fará o lançamento da versão 7 da sua suite - que acarretou um investimento de dois milhões de euros - que será adoptada pelos 9 mil clientes com contratos de entrega contínua de software.



A V7 da Primavera vai estar disponível nas versões Professional e Executive. A primeira dirige-se ao mercado de PMEs, enquanto a segunda tem como o alvo o segmento de médias e grandes empresas.



A empresa estima para este ano um crescimento de 10 por cento no seu volume de negócios global.



Notícias Relacionadas:

2007-03-01 - Primavera BSS anuncia reforço do investimento em Angola

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.