A Bi4All apresentou esta semana os resultados de 2017 e as estratégias para 2018, salientando o forte crescimento do seu volume de negócios. José Oliveira, CEO, destaca a aposta da empresa na adequação e relevância da sua oferta, e as parcerias formalizadas ao longo do ano.

O crescimento nos mercados internacionais onde a Bi4All opera já representam 47% no seu volume de negócios, tendo obtido um aumento de 58% face a 2016. O alargamento da presença internacional, que significa quase metade da operação da empresa, teve como ponto alto a abertura de um novo centro de nearshore, onde operam grandes empresas como a MetLife, Johnson, Varo Energy e um grupo brasileiro com cerca de 42 empresas. A Bi4All marcou também pontos com presença em eventos mundiais dedicados ao Business Inteligence, tais como o Gartner Data e Analytics Summit e a Big Data Analytics.

Em 2015 o volume de negócios registado foi de 4 milhões de euros, em 2016 cresceu para os 7 milhões, consolidando o último ano em 9 milhões, o que representa uma taxa de crescimento de 28%. O objetivo de 2018 é chegar aos 11 milhões de euros de volume de negócio, segundo José Oliveira.

O chamado capital humano foi o pilar fundamental para o desenvolvimento da empresa que reforçou durante 2016/2017 cerca de 14% dos recursos humanos, contando agora com 145 colaboradores. Em 2018 a Bi4All pretende aumentar para 180 funcionários. A empresa investiu na implementação de um modelo de gestão focado em equipas de Manager.

Opinião: Governação de dados para uma gestão eficaz
Opinião: Governação de dados para uma gestão eficaz
Ver artigo

Segundo explicou José Oliveira ao SAPO TEK, existe agora uma pessoa com a responsabilidade de interagir com os colaboradores, esclarecendo dúvidas e os seus problemas em relação à empresa. Trata-se de uma espécie de psicólogo e confidente independente que irá manter os assuntos em privado da própria direção, e desta forma potenciar as pessoas, que são o maior recurso da empresa. A sua responsabilidade passa também por identificar talentos e ajudá-los a ganhar espaço na sua equipa.

Um dos focos para 2018 é fazer crescer a área de Big Data e explorar a nova área de RGDP. Sendo uma empresa ligada ao tratamento de dados na área de Big Data, os problemas relacionados ao Facebook e Cambridge Analytica sobre a proteção de dados fizeram-se sentir, sobretudo pela preocupação dos seus clientes. “Temos a tecnologia e o know how de implementação dos projetos”, salienta José Oliveira, anunciando que o seu primeiro cliente é o Ministério da Saúde.

A Bi4All criou uma ferramenta que pretende ser o seu elemento de “policiamento” de proteção de dados, chamada DDT (Data Discovery Tools). O sistema monitoriza os dados pessoais, e sempre que um nome, número de contribuinte ou outro elemento é cruzado na base de dados que está a ser trabalhada, é disparado um alerta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.