Depois de vencer o Smart 50 Awards (Kansas, USA), o Smart Cities UK Awards (Reino Unido) e o InovaCidade (São Paulo, Brasil), a empresa portuguesa ficou com o primeiro lugar da categoria de E-Gov no Global Smart Cities Contest, da World’s Smart City Organization (WSCO), com o projeto da implementação de serviços públicos no TOMI.

Criado em parceria com a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), esta funcionalidade no TOMI permite o acesso a serviços presentes na administração central, como por exemplo, a senhas virtuais de atendimento para as Lojas de Cidadão.

Para o CEO da empresa, José Agostinho, o “E-Gov é uma das mais importantes verticais da smart cities, onde a tecnologia consegue agilizar a comunicação entre o Estado e os cidadãos, melhorando a qualidade de vida e o acesso aos serviços públicos”, pelo que, “este prémio, nesta categoria, tem uma enorme relevância”.

O Global Smart Cities Contest reconhece os projetos mais inovadores e transformadores a nível mundial no âmbito das smart cities. Em 2018, focou-se nas categorias da Mobilidade, Energia, IoT, Plataformas de Centro de Operações Integradas e E-Gov.

O TOMI está implementado em mais de 100 cidades em Portugal, Brasil e mais recentemente, no Chile. No final do ano passado, a Tomi World foi classificada pela Delloite como uma das 500 tecnológicas com crescimento mais rápido na região da Europa, Médio Oriente e África.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.