A Research In Motion (RIM), fabricante dos smartphones BlackBerry, desmentiu os rumores que dão como certa a intenção da empresa separar as unidades de hardware (que representa cerca de 80% da faturação da companhia) e serviços, ou mesmo vender uma parte da companhia.



Um porta-voz da empresa canadiana classificou como "ridículas" as informações que apontam nesse sentido e assegurou que a RIM tem planos para lançar novos equipamentos durante os próximos meses e prosseguir com a estratégia que vem seguindo.



Este fim de semana o The Sunday Times assegurava que a empresa estava a planear e divisão ou venda de parte da companhia e até apontava alguns nomes de candidatos ao negócio. A Amazon e o Facebook estavam entre os interessados apontados. A companhia garante que é falso, como aliás, já tinham feito várias fontes citadas pela imprensa internacional.



Mas nem só as fontes do The Sunday Times adivinham um futuro difícil para a RIM. Uma nota da Morgan Stanley divulgada esta semana também faz uma análise fria da situação da empresa, na qual defende que a companhia terá de tomar decisões rápidas e estratégicas nos próximos seis a nove meses se quer evitar a falência.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.