Os trabalhadores das áreas de finanças, comunicação e recursos humanos da sede da Samsung são os mais fortes candidatos ao despedimento que a tecnológica estará a preparar, de acordo com o Korea Economic Daily. Ao todo a empresa pode reduzir 10% da sua força administrativa nos escritórios em Seul.

Mas os cortes não ficam por aqui. A Samsung espera ainda conseguir reduzir as despesas do seu “quartel-general” em 50%, o que ajudará a diminuir as perdas financeiras que podem ser sentidas ao longo dos próximos trimestres.

A redução nas despesas já aconteceram durante o primeiro trimestre deste ano e com um resultado positivo: a tecnológica conseguiu poupar mais de mil milhões de euros, segundo escreve o The Guardian.

As vendas abaixo do esperado do Galaxy S6 e um mercado cada vez mais competitivo - sobretudo em grandes mercados como a China -, estão a condicionar o crescimento da Samsung  no segmento dos dispositivos móveis.

Para contornar a situação a tecnológica continua a apostar no segmento topo de gama e recentemente apresentou o Galaxy S6 Edge+ e o Galaxy Note 5.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.