Mark Zuckerberg tem motivos para estar satisfeito. Além de o Facebook ter conseguido melhorar os resultados em todas as principais métricas de análise durante o segundo trimestre do ano, os resultados superaram as expectativas dos analistas e fizeram a empresa catapultar 20% na bolsa de valores.

As receitas aumentaram 53% no espaço de um ano para os 1,81 mil milhões de dólares, valor que ajuda a explicar os 333 milhões de dólares de lucro conseguidos entre abril e junho de 2013. A tecnológica comunicou ainda que 88% do total das receitas é proveniente do negócio das publicidades, e que dentro deste segmento de análise, 41% das receitas foi gerada em anúncios em dispositivos móveis.

No número de utilizadores a rede social também parece imparável. Depois de ter revelado que tem cem milhões de utilizadores todos os meses a aceder ao Facebook através de telemóveis básicos, o número de utilizadores ativos em todas as plataformas móveis é de 819 milhões, um crescimento de 51% relativamente ao segundo trimestre de 2012.

Quando a análise contempla o número de utilizadores diários em smartphones e tablets os valores não desiludem e totalizam 469 milhões.
Ao todo a rede social tem 1,15 mil milhões de internautas ligados todos os meses, valor que baixa para 699 milhões numa base diária mas que representa um crescimento de 27% relativamente ao ano anterior.

"O trabalho que fizemos para tornar a utilização móvel a melhor experiência do Facebook está a mostrar bons resultados e dá-nos uma base sólida para o futuro", escreve em nota de imprensa o diretor executivo da rede social, Mark Zuckerberg.

Relativamente ao único projeto que para já parece não estar a produzir os resultados esperados, o Facebook Home, o CEO da rede social afirmou que estão a trabalhar na aplicação que é um projeto de médio prazo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.