A Snap, empresa que detém o conhecido Snapchat, afirmou que espera gastar o equivalente a 939,3 milhões de euros nos próximos cinco anos para utilizar os serviços cloud da Amazon. Atualmente, a empresa já tem um contrato com os serviços cloud da Google, no valor de 1,87 mil milhões de euros.

A empresa comunicou ainda que pode vir a investir na construção da sua própria infraestrutura, uma vez que, atualmente, depende da cloud da Google para alojar a maioria da sua computação, armazenamento e largura de banda.

Na última semana a empresa entregou os documentos para uma Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla, em inglês). A Snap Inc. pode ser avaliada entre 18,7 mil milhões e 23,4 mil milhões de euros, estimando-se ser a empresa de tecnologia com maior avaliação na sua IPO desde o Facebook.

Nos novos relatórios entregues ao regulador do mercado, a Snap detalhou os hábitos dos seus utilizadores fora da América do Norte e da Europa, onde explica que as ligações lentas e caras fora destas duas regiões fazem com que a utilização do Snapchat seja limitada, uma vez que a app precisa de uma grande largura de banda.

Citada pela Reuters, a Snap explica que isto significa que os utilizadores fora destas duas regiões têm, por hábito, consumir conteúdo em vez de o criar.

De recordar que o Snapchat começou em 2012 como uma aplicação gratuita que permite aos utilizadores enviarem fotografias e/ou mensagens que desaparecem ao fim de alguns segundos. A aplicação terá mais de 100 milhões de utilizadores ativos, calculando-se que 60% destes têm entre 13 e 24 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.