Ficou especialmente conhecida pela produção de processadores para o iPhone, para o iPad e para outros smartphones “mediáticos”, e nos últimos 25 anos colocou no mercado qualquer coisa como 90 mil milhões de chips eletrónicos: a britânica ARM acaba de ser adquirida na totalidade pelo grupo japonês SoftBank, numa transação avaliada em 24,3 mil milhões de libras, cerca de 29 mil milhões de euros.

Foi anunciado que a atividade da ARM não sofrerá alterações, mantendo operações no Reino Unido, mas haverá lugar a novos investimentos e o desenvolvimento de produtos será mais rápido a partir de agora, diz Simon Segars, CEO da tecnológica inglesa.

Por outro lado, a SoftBank justifica a aquisição com a necessidade de “virar agulhas” para a Internet of Things (IoT), algo que a principal concorrente da ARM, a Intel, está desde já a fazer, após o anúncio da dispensa de 12 mil funcionários e consequente redefinição de estratégia.

“A ARM é líder de mercado e a próxima grande mudança de paradigma está nas ‘interligações’. Acreditamos que a ‘IoT’ (Internet of Things) representa uma grande oportunidade”, afirmou Masayoshi Son, CEO da Softbank, conforme indica a Euronews. A Softbank pagará cerca de 20 euros por cada ação da ARM Holdings.

[caption][/caption]

A mesma fonte refere que a Arm Holdings contava no final de 2015 com 3.975 funcionários, 681 dos quais contratados durante o ano passado, e com 35 representações em todo o mundo. Trata-se da maior tecnológica listada na bolsa de Londres e uma das empresas mais bem “alinhadas” com o fenómeno da Internet das Coisas (IoT).

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.