A Deloitte apresentou hoje as conclusões do Predictions 2008, um estudo global que apresenta tendências gerais para os mercados das telecomunicações, media e tecnologia, sem particularizar países.



Ao longo deste ano a consultora acredita que os mercados emergentes deverão ganhar peso no contexto das comunicações móveis mundiais, ganhando poder para desalinhar equilíbrios antigos e não exclui a possibilidade de empresas de menor dimensão em mercados emergentes virem a desenvolver acções de aquisição de outras empresas maiores e de mercados mais consolidados, onde a disponibilidade de capital está mais restrita.



O estudo também indica uma tendência crescente de foco dos operadores móveis nas populações seniores, antevendo uma realidade com que a Europa terá de lidar em 2010, quando existirem na região menos indivíduos com 20 anos do que com 60. Esta tendência de envelhecimento contribuirá para um reforço da aposta das operadoras em novas ofertas dirigidas ao segmento, garante a consultora.



No mesmo sector é dado destaque ao esperado crescimento da utilização de sistemas de navegação. Em 2006, a Deloitte apurou a existência de 20 milhões de equipamentos e para 2011 estima um crescimento para os 50 milhões. Já este ano a grande tendência é de crescimento do número de telemóveis com este tipo de solução.



Na área dos média, o Predictions 2008 estima um crescimento continuado para a publicidade online e para os serviços de televisão via Internet, mas olha para ambos sempre como complemento aos canais tradicionais e nunca como substitutos. Nesta área destaca-se ainda a tendência de redução continuada da pirataria online.



Na área da tecnologia, o estudo destaca o espectável aumento de importância das questões relacionadas com a transparência da rede, como a autenticação, que se tornará de importância central para assegurar o desenvolvimento do comércio electrónico e de serviços online, onde a questão da segurança continua a ser um entrave forte.



Na área da segurança, destaque também para o valor crescente dos sistemas de protecção digital, resultado do aumento dos volumes de informação geridos por empresas e particulares e da necessidade cada vez maior de sistemas que permitam guardar essa informação. O renascimento da nanatecnologia (sobretudo aplicada às áreas do ambiente e da energia), assim como a crescente pressão para a adopção da norma XBRL para a troca de documentos empresariais também integram a lista de tendências, que é composta por 10 grandes máximas em cada uma das três categorias analisadas.



Em Março a Deloitte vai realizar um evento com clientes nacionais para debater o estudo e adequar as tendências genéricas à realidade do mercado português, uma iniciativa que se realiza pela primeira vez este ano e que terá continuidade nos anos seguintes.


Notícias Relacionadas:

2007-12-31 - Entretenimento móvel e online com mais espectadores

2007-12-10 - Europeus apostam mais nas compras online

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.