A Tesla recebeu uma multa da Agência de Proteção Ambiental (EPA) por violação dos desperdícios perigosos nas suas fábricas. Em causa está o incumprimento dos padrões de emissões atmosféricas geradas pelos equipamentos das suas instalações e os requisitos para gestão de matérias perigosas. A empresa de Elon Musk terá de pagar 31.000 dólares de multa à EPA.

A fabricante terá ainda de investir cerca de 55.000 dólares em equipamento de resposta de emergência para Fremont, na Califórnia, cidade onde se encontra instalada a fábrica, como parte do acordo alcançado com a instituição, avança o Business Insider.

O caso, que remonta a 2017, baseia-se na acusação da Tesla ter acumulado desperdícios perigosos na sua fábrica sem permissão por mais de 90 dias, prazo legalmente permitido. A empresa terá ignorado a limpeza de tinta inflamável e misturas de solventes, deixando dois contentores de 210 litros com essas matérias em aberto, sem qualquer mecanismo de isolamento. Violou ainda os standards das emissões do ar, com fugas dos materiais perigosos.

As violações foram descobertas pela EPA durante duas inspeções não anunciadas às instalações da Tesla no final de 2017, revela o The Verge. Apesar da multa, fruto das negociações com a entidade reguladora, a Tesla já terá corrigido as irregularidades, afirmando que a cidade de Fremont irá igualmente beneficiar com as medidas listadas no acordo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.