Elon Musk admite que a Tesla está a trabalhar depressa nesta área, para estar entre as primeiras do mercado a apresentar uma proposta de condução integralmente automática.



A fabricante não é a única a querer marcar posição neste domínio, mas ainda pode ser a primeira a apresentar um produto comercial com estas características. Mesmo sem estar no ramo automóvel, a Google é uma das referências na investigação e desenvolvimento em torno dos carros sem condutor. Tem um protótipo que tem vindo a evoluir e que é usado para recolher imagens para o Google Maps.



No negócio automóvel tradicional há também vários projetos em curso nesta área, como o da Volvo, a par de muitos esforços para chegar a soluções intermédias, que misturam automatismo com condução tradicional, libertando o condutor apenas de algumas das suas funções.



A evolução para sistemas de condução automática pode ser relevante sobretudo para diminuir as taxas de mortalidade na estrada. Os planos da Tesla vêm revelar que essa realidade pode estar mais próxima do que se pensava.



Em declarações à imprensa do Japão, onde está a assinar novos acordos de parceria com a Toyota, Elon Musk admitiu ainda que a longo prazo todos os carros da Tesla terão um sistema automático de condução.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.