A Lenovo revelou os seus resultados financeiros do último trimestre, salientando que obteve receitas acima das suas projeções iniciais. A principal fabricante de computadores do mundo referiu que o “novo normal” do trabalho remoto devido ao isolamento da COVID-19 tem beneficiado a empresa. A marca referiu que foram estabelecidos novos recordes nas receitas do grupo Lenovo no segundo trimestre de 2020, de 14,5 mil milhões de dólares, um aumento de 7% em relação ao ano anterior e com todos os negócios a apresentarem um elevado crescimento.

O lucro apresentou um crescimento ainda mais elevado, com um recorde de receita antes de impostos de 470 milhões de dólares, um aumento de 52% em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior, enquanto a receita líquida também aumentou 53% face ao período homólogo atingindo um recorde de 310 milhões de dólares.

Segundo o comunicado, o lucro líquido por ação no segundo trimestre foi de 2,59 centavos de dólar americano ou 20,08 centavos de dólar de Hong Kong. O Conselho de Administração da Lenovo declarou um dividendo provisório de 6,6 centavos de Hong Kong dólares por ação.

“Os nossos resultados recordes alcançados neste trimestre refletem o nosso compromisso contínuo em corresponder às necessidades da economia de trabalho, aprendizagem e entretenimento em rápido crescimento. Todos os nossos principais negócios apresentaram um crescimento face ao ano anterior, enquanto a nossa receita de Software e Serviços cresceu e atingiu um novo recorde”, afirmou Yuanqing Yang, Chairman e CEO da Lenovo.

Apesar da incógnita do impacto futuro da COVID-19 nos negócios, sobretudo nas incertezas quanto ao fornecimento e a produção, assim como questões geopolíticas em curso; a Lenovo vê uma perspetiva positiva para o segundo semestre do ano, com a nova norma global de trabalhar, aprender e brincar em casa, impulsionando as tendências de crescimento de longo prazo na procura de dispositivos e requisitos de cloud e infraestrutura.

A empresa prevê um crescimento do mercado total de computadores, acima das previsões atuais dos analistas, projetando 300 milhões de unidades durante 2020, ou seja, mais 25 milhões que o mercado total disponível em 2019.

O negócio da Lenovo que mais cresceu e lidera internamente o Grupo é o Intellgent Devices, que inclui PC e smart devices, com a receita-recorde de 11,5 mil milhões de dólares, registando um crescimento de 8% face ao ano anterior. As receitas antes do imposto também atingiram máximo históricos de 723 milhões de dólares, num crescimento de 18% face ao período homólogo de 2019, e manteve uma margem de lucro líder do setor de 6,3%, refere no comunicado.

A empresa refere que a sua capacidade operacional, com resposta atempada ao trabalho e a tendência de aprender em casa, com um foco nos segmentos premium e de alto desempenho ajudaram a impulsionar o desempenho deste trimestre e a bater recordes. A Lenovo assume-se como líder global do mercado de PCs, com uma quota de 23,6%.

Já o Mobile Business Group da Lenovo teve um crescimento da receita de 39% no último trimestre, revelando uma recuperação sobre o impacto da COVID-19. A empresa consolidou o crescimento nos principais mercados da América Latina e América do Norte, e com crescimento acelerado na Europa e Ásia-Pacífico. O novo dobrável Razr 5G e o seu Legion Phone para Gaming destacaram-se no que diz respeito a inovação da fabricante.

O Data Center Group aumentou 11% face ao ano passado, registando 1,48 mil milhões de receitas. O negócio de Cloud viu aumentar as receitas em 34% face a 2019, em todas as áreas geográficas. E também as receitas nas PMEs registaram um crescimento de dois dígitos: software (22%), armazenamento (15%), software (47%) e serviços (11%).

Ainda no que diz respeito a outras áreas de crescimento, o negócio de Transformação Inteligente da Lenovo cresceu também em todos os segmentos: a Smart Internet of Things cresceu mais de 36% face ao período homólogo, enquanto a Smart Infrastructure (21%) e Smart Verticals (72%) que a empresa refere como impulsionadora do crescimento da receita. Software e Services cresceu 39% em relação ao ano anterior para um novo recorde de 1,2 mil milhões de dólares, agora representando mais de 8,5% da receita do Grupo. Por fim, o os serviços e soluções da Lenovo cresceu mais 40% face ao ano passado.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.