A Toshiba deverá pagar 465,4 milhões de dólares à norte-americana Lexar Media por roubo de segredos comerciais relacionados com placas de memória flash, segundo decidiu o júri do Tribunal Superior do Estado da Califórnia.



Num comunicado, a Lexar indica que o tribunal californiano considerou a Toshiba culpada de violação de obrigação fiduciária e roubo de segredos comerciais, obrigando-a ao pagamento de 381,4 milhões de dólares de indemnização e 84 milhões por danos.



"O valor atribuído à Lexar no caso totaliza 465,4 milhões de dólares, transformando-o naquele que se crê ser o maior veredicto por propriedade intelectual na história da California e o terceiro maior veredicto sobre esta matéria nos Estados Unidos ", indica a Lexar.



A decisão de compensação por danos atribuída pelo júri ficou a dever-se, segundo a Lexar, às acções "opressivas, fraudulentas ou maliciosas" que a Toshiba empreendeu contra aquela empresa. "Este veredicto traz uma mensagem clara de protecção de todas as outras empresas que não tenham vontade ou meios para enfrentar uma gigante como a Toshiba pelas suas práticas fraudulentas ou abusivas", indica Eric Whitaker, vice-presidente executivo da Lexar.



A empresa afirmou que, com base neste veredicto, planeia solicitar a proibição de alguns produtos da Toshiba nos Estados Unidos, incluindo alguns chips de memória para produtos como câmaras digitais e reprodutores de música.



A gigante japonesa fez saber entretanto que pretende recorrer da decisão do tribunal da Califórnia, "um erro", na sua opinião, que terá de ser corrigido.



Notícias Relacionadas:

2004-04-26 - Patriot Scientific acusa mais de 150 empresas de violação de patente

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.