Como habitual, Agosto revelou-se fraco para o volume de transacções através da Internet, a par do que aconteceu na generalidade das sessões normais de bolsa. O total de títulos negociados online foi de 245,269 milhões de euros, numa queda de 12 por cento relativamente ao mesmo mês de 2003. O valor acumulado das ordens transmitidas pela Internet ao longo do ano 2004 excede, no entanto, o volume registado no período homólogo de 2003 em 58,2 por cento, revela a CMVM.



O peso do volume transaccionado através da Internet no total das transacções efectuadas em sessões normais da Euronext Lisbon registou, no período mensal observado, um acréscimo de meio ponto percentual, fixando-se nos 9,1 por cento.



"A tendência de contracção que se verificou no volume negociado reflectiu-se na actividade online de todos os intermediários financeiros", salienta a CMVM. A variação mensal absoluta com maior impacto negativo na quota de mercado ocorreu no Banco BPI ( com menos 37%) que perdeu um por cento de quota, seguindo-se a CGD (com menos 36%) e o Caixa BI (menos 33%) com uma quebra na quota de 0,9 e 0,8 por cento, respectivamente.



Apesar de ter visto uma redução de seis por cento no volume negociado, o Activobank foi o intermediário financeiro que mais aumentou a sua quota de mercado (mais 2,8%), destacando-se igualmente o BPI, que com uma queda de 14 por cento no total de títulos transaccionados, aumentou a quota em 0,9 por cento.



Em termos de variações anuais, a CMVM realça a quebra de 8,5 por cento da quota do BIG, enquanto o BPI (mais 2,6% de quota), o Activobank (mais 2,2% de quota) e o BCP (mais 2% de quota) foram os intermediários financeiros que mais aumentaram a sua quota face a Agosto de 2003, destacando-se pela positiva.



No que diz respeito às posições de liderança, continuam a ser assumidas pelo ActivoBank, através do serviço Activobank7, com uma quota de 30,6 por cento, mais 11,2 por cento do que o seu rival mais directo, o Banco de Investimento Global, através do BIGonline. A terceira posição é novamente assumida pelo MillenniumBCP do Banco Comercial Português, com uma quota de 11,7 por cento.



No segundo mês de actividade online no mercado a prazo, quer o volume negociado, quer o número de contratos transaccionados cresceram substancialmente (507% e 514%, respectivamente), "passando a negociação de futuros pelo BIG a representar mais do dobro (+185%) da negociação efectuada por este intermediário financeiro no mercado a contado", conclui-se no relatório.



Notícias Relacionadas:

2004-06-21 - Volume mensal de transacções de bolsa efectuadas através da Internet volta a baixar

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.