As vendas da PlayStation 2 caíram em cerca de 2 milhões de unidades, comparativamente ao mesmo período do ano passado, contribuindo negativamente para os resultados da Sony, que foram 98% abaixo dos registados no período homólogo. A consola de jogos da empresa nipónica mantém-se firme no primeiro lugar de vendas, mas entre Abril e Junho as encomendas diminuíram 42%, face a igual período do ano passado.



No trimestre, a Sony colocou no mercado 2,65 milhões de consolas, um numero muito abaixo do registado nos meses homólogos. Desde que foi comercializada no Japão, em 2000 a PS 2 vendeu 51,2 milhões de unidades, contra 9,55 milhões da GameCube (Nintendo) e 9,4 milhões da Xbox, fabricada pela Microsoft.



A Sony explica os resultados com o abrandamento das vendas nas diversas áreas de negócio do grupo, o que acabou por resultar numa queda dos lucros até aos 8,07 milhões de euros. A empresa está a atravessar um processo de reestruturação que tem por objectivo concentrar a produção em menos fábricas e países. A operação visa sobretudo a área de electrónica de consumo onde se incluem o fabrico de PCs e terminais móveis. A reestruturação anunciada pela empresa em Abril levará três anos até estar concretizada e deverá custar 8,3 mil milhões de euros.



Recentemente foram também apresentados resultados da joint-venture Sony Ericsson, abaixo do previsto pelas duas empresas. No trimestre terminado a 30 de Junho a empresa acumulava prejuízos de 88 milhões de euros e anunciava que não ia conseguir obter resultados líquidos positivos este ano, conforme previsto. Os custos com cortes de pessoal e encerramento de fábricas penalizaram as projecções da empresa.



A Sony entrou no mercado móvel em 1993, altura em que criou uma divisão para as telecomunicações. Numa primeira fase avançou em parceria com a Siemens, terminado o acordo passou a produzir os seus próprios terminais e há pouco mais de um ano anunciou nova parceria, desta vez com a Ericsson para criação de uma empresa detida em partes iguais pelas duas companhias. No final de Março a quota de mercado da Sony Ericsson fixava-se nos 4,8 por cento.

Notícias Relacionadas:
2003-05-12 - Expectativas de reduções do preço das consolas animam E3

2003-05-05 - Venda de telemóveis aumenta com introdução de novas características

Entrevista: Nem só de Playstation vive a Sony

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.