Em 2013 vão ser vendidos cerca de 240 milhões de tablets, número superior aos 207 milhões de notebooks que vão ser comercializados no mesmo período de tempo. É a primeira vez que esta tendência vai acontecer a nível global.

Nos EUA e na China o número de tablets vendidos durante 2012 já foi superior às vendas de notebooks. Mas o crescimento estimado de 64% no mercado dos tablets nos próximos doze meses, em comparação com o ano passado, vai alargar a tendência aos restantes mercados mundiais.

Os resultados apresentados pela NPD DisplaySearch vão contra outros resultados divulgados pela mesma empresa que previa que esta troca entre "dispositivos mais vendidos" só teria lugar em 2016.

[caption]NPD Stats[/caption]

Os números da NPD DisplaySearch revelam também que a introdução de novos tablets no mercado ajudou ao crescimento do setor. O seguinte gráfico que mostra o número de tablets comprados por tamanho de ecrã, ilustra o domínio que o iPad já teve nas vendas mundiais e o interesse crescente dos utilizadores em dispositivos de sete e oito polegadas:

[caption]NPD Stats[/caption]

Apesar de a quota de mercado do iPad descer consideravelmente entre 2012 e 2013 nas estimativas da empresa analista, a NPD destaca a importância que as vendas do iPad Mini vão ter. Graças ao novo dispositivo a Apple vai conseguir manter a mesma quota de mercado, com 97,6 milhões de unidades vendidas, independentemente da diluição por causa da chegada de novos equipamentos e novos fabricantes.

Em 2013 os chineses vão ser os maiores compradores de smartphones em todo o mundo e o mesmo cenário está previsto para os tablets. Sozinho, o mercado chinês vai ser responsável por 27% das vendas globais.

Nota de redação: foi corrigida um gralha no título


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.