A comissária europeia para a Sociedade da Informação classificou de "inaceitável" a censura na Internet feita pelo governo chinês e afirmou que os Jogos Olímpicos de Pequim eram a oportunidade ideal para que o país mostre o seu compromisso com o livre fluxo de informação na rede.



Segundo a AFP, Viviane Reding recordou em Singapura o cariz aberto e informativo da Internet, considerando qualquer tentativa para limitar o direito à liberdade de expressão do utilizador inadmissível.



"As pessoas deveriam ser livres de receber a informação, não penso que bloquear sítios por razões políticas seja o modo de procedimento adequado", declarou a comissária.



De acordo com o Comité Protecção aos Jornalistas, a China continua a ser o país que mais repórteres e escritores tem encarcerados.



Em vésperas de ser dado início aos Jogos Olímpicos, o Comité Olímpico afirmou que confiava no compromisso da China em permitir a liberdade de circulação da informação produzida pelos 21,6 mil jornalistas acreditados para o evento.



Notícias Relacionadas:

2007-07-04 - Carta de Bento XVI aos cristãos chineses retirada da Internet

2007-05-18 - Mais de 25 países limitam liberdade de expressão online

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.