A Zon estará a negociar com o fundo de investimento Riverside a compra da participação de 60,9 por cento que a empresa detém no capital da Oni. A notícia é avançada na edição de hoje do Diário Económico, que cita fontes próximas do processo. A concretizar-se, o negócio permitiria à Zon avançar mais rapidamente no mercado da fibra óptica, onde a Oni já investiu 400 milhões de euros.

Contactada, a Zon não confirmou a informação e limitou-se a afirmar que a "equipa de gestão da empresa está constantemente atenta a oportunidades de crescimento de negócio em Portugal e no estrangeiro. Nesse sentido mantém várias conversas para explorar várias oportunidades". A Oni também optou por "não comentar cenários".

O negócio, que o diário diz poder também assumir outras formas que não a compra, como a fusão ou uma aliança, permitiria à Zon cumprir os objectivos do plano estratégico que apresentou quando se autonomizou da Portugal Telecom e que passam por atingir uma facturação de mil milhões de euros em 2010.

Quando em 2006 a EDP vendeu o controlo da Oni à Riverside encaixou 165 milhões de euros. Entretanto o negócio residencial da empresa foi vendido à Sonaecom por 25 milhões de euros, o que dá à Oni um valor mínimo potencial de 140 milhões de euros, pelas contas do DE.

A maior parte do capital restante da Oni, não abrangido pelo potencial negócio, está nas mãos da Gestmin, holding detida por Manuel Champalimaud.

Recorde-se que no ano passado a Zon também protagonizou dois negócios que mudaram o cenário da concorrência no mercado de televisão paga, absorvendo as concorrentes TVTel e Pluricanal, negócios pelos quais desembolsou 133 milhões de euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.