"No advento do 5G, prometemos tudo fazer para compensar os atrasos exclusivamente atribuíveis à incompetência de um regulador que insiste em subalternizar os interesses do país e dos portugueses", afirma Miguel Almeida, citado no comunicado dos resultados do primeiro semestre da operadora de telecomunicações.

"Hoje, apenas seis meses após a atribuição das licenças, mais de 80% da população portuguesa já tem acesso a esta tecnologia, realidade que coloca a NOS como o operador com mais e melhor cobertura 5G", salientou o gestor, referindo que "este compromisso" com o país contribui "decisivamente para o aumento da competitividade" da economia, para acelerar a transição digital e para o aumento do bem-estar dos cidadãos.

O lucro da NOS atingiu 85,3 milhões de euros no primeiro semestre, uma subida de 15,5% face a igual período de 2021, enquanto no segundo trimestre o resultado líquido cresceu 2% para 44,2 milhões de euros.

"Os resultados do trimestre refletem mais uma vez o bom momento vivido pela empresa", afirma Miguel Almeida, citado no comunicado dos resultados semestrais, apontando que a "obsessão" da empresa "pela melhoria contínua da experiência" dos clientes "tem sido recompensada".

No primeiro semestre, o investimento da NOS "atingiu 244 milhões de euros, um crescimento de 22% face a igual período do ano passado", sublinha o gestor.

As receitas consolidadas cresceram 9,4% no semestre para 742 milhões de euros, "com o segmento das telecomunicações a progredir 7,3% para 721,4 milhões de euros e o segmento de cinemas e audiovisuais a progredir 69,4% para 39,1 milhões de euros", adianta a operadora.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.