O número de clientes dos pacotes de serviços de telecomunicações atingiu, no final do terceiro trimestre, os 3,7 milhões , mais 7,4% do que no mesmo período de 2016. O valor corresponde a 254 mil novos clientes, no maior crescimento dos últimos quatro trimestres, destaca a Anacom.

O entidade reguladora refere que o crescimento verificado se deve sobretudo aos pacotes 5P, com telefone móvel e fixo, banda larga móvel e fixa e televisão por subscrição, que ganharam 46 mil novos clientes. Os pacotes 3P (telefone fixo, banda larga fixa e televisão) e os 2P, (televisão e banda larga móvel) também captaram um número significativo de clientes, respetivamente mais 28 mil e mais 26 mil novos subscritores.

Portugueses que preferem serviços em pacote mais que duplicam em 8 anos
Portugueses que preferem serviços em pacote mais que duplicam em 8 anos
Ver artigo

As modalidades de ofertas em pacote mais populares continuaram a ser as ofertas 5P  e 3P que representam 82,3% dos clientes totais, com cerca de 1,5 milhões de clientes cada. Os pacotes convergentes, que conjugam serviços prestados em local fixo com serviços móveis, atingiram 1,7 milhões de subscritores, com mais 3,9% face ao trimestre anterior, e já representam 46,9% das ofertas em pacote.

No trimestre em análise, a MEO detinha a quota de subscritores de pacotes mais elevada (39,9%), seguindo-se o grupo NOS (38,5%), a Vodafone (16,7%) e a NOWO/ONI (4,8%). O grupo NOS continua a liderar nas modalidades 3P e 4P (com quotas de 36,2 e 75,7%, respetivamente), enquanto a MEO liderava nas modalidades 2P e 5P (43,4 e 48%, respetivamente).

Esta quarta-feira, a Markest também revelou números sobre a subscrição de pacotes de serviços, indicando que os valores mais do que duplicaram nos últimos oito anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.