Em 2017, a Altice Labs e a Ericsson criaram um laboratório 5G e nesse mesmo ano testaram a tecnologia no distrito. Esta quarta-feira, foi a vez da Altice Portugal fazer uma demonstração da tecnologia na cidade, através de um simulacro de um acidente de aviação, em que as equipas de socorro usaram comunicações 5G para suporte da sua intervenção no terreno, através de infraestruturas instaladas em Aveiro.

Faixa de 700 Mhz fica disponível em junho 2020, mas Governo não quer "apressar" o 5G em Portugal
Faixa de 700 Mhz fica disponível em junho 2020, mas Governo não quer "apressar" o 5G em Portugal
Ver artigo

Envolvendo o Gabinete de Proteção Civil da Câmara Municipal de Aveiro, a Polícia de Segurança Pública, as duas corporações de Bombeiros Voluntários de Aveiro e o Hospital de Aveiro, o objetivo da demonstração foi "mostrar como se poderá no futuro e com o 5G aumentar a eficácia em situações reais, neste caso do socorro".

No comunicado enviado às redações, a Altice Portugal esclarece que essas melhorias passam por equipamentos que fornecem imagens do local do acidente, com recurso a um drone, bem como informação vital dos sinistrados em tempo real, "graças à baixa latência, débito superior e novas funcionalidades da rede 5G".

Em comunicado, o chief technology officer da Altice Portugal garante que “esta demonstração é mais uma materialização das vantagens da rede 5G no futuro", nomeadamente nesta área do socorro. Para Luís Alveirinho, o 5G é claramente uma oportunidade para Portugal, que "a Altice não vai deixar passar ao lado", fazendo referência à já primeira demonstração em ambiente de rede comercial e com terminal pré-comercial 5G em 2018 e à primeira transmissão televisiva em Portugal, utilizando a rede 5G em ambiente real, em parceria com a RTP.

Estado do 5G na União Europeia atualizado em nova infografia
Estado do 5G na União Europeia atualizado em nova infografia
Ver artigo

Em junho, no Moche XL eSports onde a Altice Portugal fez precisamente as primeiras transmissões em direto com rede 5G, o SAPO TEK já tinha conversado om Luís Alveirinho, que garantiu que enquanto a Anacom não libertar o espectro e comunicar as condições de licenciamento da rede 5G os testes servem para mostrar que a Altice está preparada para lançar o serviço.

"A noção que temos é que estamos mais preparados para o processo do que o regulador", afirmou na altura, lembrando que é importante que sejam comunicadas as regras de licenciamento para que os operadores se preparem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.