A Anacom acaba de divulgar os dados relativos ao serviço móvel, com números do terceiro trimestre de 2010, que mostram que o número de utilizadores continua a crescer, ultrapassando já os 151,7 por 100 habitantes, o que se deve à duplicação de cartões activos na posse do mesmo utilizador e também às assinaturas de serviços de banda larga móvel.

De acordo com os dados do regulador do mercado, no final de Setembro existiam cerca de 16,14 milhões de cartões activos, ligados aos vários tipos de tarifários pré e pós pagos, o que representa um crescimento de 1,7% face ao trimestre anterior. O número de chamadas e os minutos gastos em conversação também subiu.

[caption]quadro anacom[/caption]

Os números de cartões por 100 habitantes projectam Portugal para terceiro lugar na Europa em termos de penetração do serviço, muito acima da média europeia de 123,2%. à frente de Portugal só está a Finlândia e a Grécia.

[caption]quadro anacom[/caption]

Os tarifários pré-pagos continuam a dominar, representando quase 72% do total, enquanto as assinaturas pós-pagas representam 15,9% do total, sendo que quase um quarto (24,6%) não tem utilização efectiva (podendo estar ligadas a placas e modems de banda larga). Há ainda que contar com os planos combinados/híbridos que estão na opção de 12,2% dos utilizadores dos serviços móveis.

A Anacom salienta em comunicado que, se excluirmos o número de placas/modem efectiva e exclusivamente utilizadas para acesso à Internet em banda larga móvel, o número de cartões activos e com utilização efectiva atingiu cerca de 11,9 milhões, o que permite contabilizar a existência de cerca de 4,24 milhões de cartões associados a estes equipamentos de ligação à Internet.

O acesso em banda larga móvel nos telefones e/ou computadores e outros dispositivos (como os Tablets) já está disponível para 10,1 milhões de utilizadores, mas neste trimestre o número de utilizadores "que efectivamente utilizaram serviços característicos de 3ª geração (videotelefonia, transmissão de dados em banda larga, mobile tv, etc…), atingiu cerca de 3,6 milhões", numa quebra de 4% face ao período anterior.

[caption]quadro 3G[/caption]

O relatório da Anacom mostra ainda que dos utilizadores que registaram tráfego de banda larga no mês de Setembro só 34,8% usou as placas ou modems, o que indica que os telefones estão a assumir-se cada vez mais como um dos meios privilegiados para estas ligações.

Há que notar ainda que os outros serviços 3G, nomeadamente as videochamadas e o mobile TV, perderam utilizadores. Neste trimestre foram realizadas 1,3 milhões de videochamadas (menos 11,7% do que no trimestre anterior) e que o mobile TV caiu 18%, sendo usado por apenas 1,6% do total de clientes com uso efectivo do 3G, que realizaram 1,4 milhões de sessões.

Como já tínhamos referido, em termos de chamadas de voz e de minutos de conversação a tendência é de subida. Foram contabilizadas 2,26 mil milhões de chamadas, mais 4,6% do que no trimestre anterior, o que pode corresponder a um aumento de tráfego de natureza sazonal relacionado com o período de férias de Verão, e que também faz crescer as chamadas internacionais. O número de minutos de conversação originados nas redes móveis totalizou cerca de 5,3 mil milhões, mais 8,3% do que no trimestre anterior.

Os SMS e MMS registaram igualmente crescimento, tendo sido enviadas mais de 6,626 mil milhões de mensagens escritas e 34,5 milhões de MMS. Do total de mensagens de texto (SMS), 15 milhões são mensagens de valor acrescentado.

Em média cada cartão/utilizador realizou 63 chamadas mensais, tendo 44 por destino o prestador de origem e 11 outro prestador do mesmo serviço.

Em termos de quotas de mercado, a TMN continua a liderar com 44%, seguindo-se a Vodafone com 39,3% e a Optimus com 15,4%. A Zon é o quarto maior operador com 0,8% do mercado, seguindo-se os CTT com 0,4%.

[caption]Nome imagem[/caption]

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.