As autoridades europeias de aviação aprovam a utilização do telemóvel nos aviões por considerarem que esta será uma forma de aumentar a segurança dos voos comerciais, sem riscos para os passageiros a bordo. Este organismo considera que o facto de ser possível comunicar via telemóvel no ar permite multiplicar os meios de comunicação entre a tripulação em viagem e a segurança em terra.



As conclusões fazem parte de um relatório realizado no final do ano passado e agora divulgado, já depois de analisado pela Comissão Europeia e pelo EuroControl, entidade responsável pela coordenação do controlo de tráfego aéreo nos Estados-membros.



Os especialistas defendem que "os passageiros tenham autorização para usar os seus telefones móveis apenas durante o período de cruzeiro, definido pelo construtor do avião, quando autorizados pela tripulação de cabina", conforme refere o documento citado pelo The Register.



De acordo com a mesma fonte, o serviço telefónico será oferecido por uma pequena estação base que estará ligada ao serviço terrestre via satélite ou rádio.



Este relatório é de carácter informativo e serve para documentar os organismos europeus do ponto de vista técnico. Contudo, a última decisão relativamente a esta matéria será sempre da responsabilidade das autoridades de aviação de cada Estado-membro, ao contrário do que irá acontecer nos Estados Unidos onde será a Federal Aviation Authority a tomar uma decisão sobre o assunto.



A esta conclusão junta-se um parecer da EuroControl onde se considera que embora seja tecnicamente possível usar equipamentos móveis em aviões há ainda um conjunto de questões operacionais e relacionadas com o espectro das licenças que é preciso clarificar.



Este organismo faz notar que, do ponto de vista operacional, é preciso garantir que a utilização de equipamentos móveis a bordo do avião não deve causar distúrbios aos outros passageiros e lembra que o avião tem um espaço reduzido que dificilmente permitirá a privacidade das conversas.



A mesma preocupação revela um estudo divulgado também esta semana onde se conclui que a grande maioria dos utilizadores não vê com bons olhos a possibilidade de realizar chamadas de voz nos aviões, por considerarem que isso iria incomodar os restantes passageiros.



Apenas 11 por cento dos 50 mil inquiridos pela IDC neste estudo concordaram com a medida. Uma percentagem significativamente maior concorda com a utilização de telemóveis nos aviões para serviços de dados, responderam 64 por cento dos inquiridos.



Notícias Relacionadas:

2003-05-08 - CAA confirma que telemóveis prejudicam navegação aérea

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.