A Comissão Europeia aprovou um conjunto de novas regras que permite às companhias aéreas decidir se permitem o uso de serviços de telecomunicações com base em 3G ou 4G nas fases de voo acima dos 3.000 metros. A novidade aparece ao mesmo tempo que a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) aprovou o uso de dispositivos eletrónicos em todas as fases de um voo.

Com as duas diretivas anunciadas, existem menos restrições no uso de smartphones e tablet durante os voos.

Em comunicado a Comissão Europeia refere que a nova medida deve ser vista mais como uma opção para os operadores de transportes aéreos e não deve ser tomado como "um direito dos cidadãos".

As medidas aprovadas pela CE, e que entram de imediato em vigor, querem aumentar a produtividade de passageiros e membros da tripulação ao permitir um maior envio de dados. Mais do que fazer chamadas, o organismo europeu acredita que os serviços mais usados serão as SMS, troca de emails e consulta de redes sociais.

Cabe agora às diferentes companhias aéreas decidir se vão permitir o uso de serviços 3G e 4G durante as viagens.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.