O governo chinês continua a aumentar a sua estratégia contra a pornografia e anunciou que vai alargar a campanha ao segmento móvel depois de já ter encerrado 1.250 sites.

Segundo a agência Xinhua, as mensagens consideradas ofensivas aos bons costumes orientais serão banidas, assim como os programas de rádio e séries online. O objectivo é acabar com a disseminação de imagens ou mensagens "imorais" e conotadas como sexuais.

No âmbito desta campanha, o governo chinês já baniu mais de 3,2 mil milhões de conteúdos online considerados ofensivos desde o dia 5 de Janeiro e 41 pessoas já foram detidas por promoverem pornografia na Internet.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.