Segundo um estudo da Portelligent vindo agora a público, a indústria chinesa de telemóveis possui potencialidades únicas que lhe permitirão bons desempenhos não só no mercado nacional como no internacional, a médio prazo. Para a mesma empresa, o design dos aparelhos, o conteúdo IC e as funcionalidades dos equipamentos com GSM recentemente introduzidos no país provam que a China tem todos os argumentos para competir com agressividade no mercado mundial de telemóveis.



O relatório, intitulado "Dragon at the Gates: A Survey and Analyses of GSM Handsetes in the Chinese Market (2003)", fornece análises detalhadas sobre 17 aparelhos móveis fabricados na China por 11 firmas nacionais. Empresas essas que, no total, representam cerca de 25 por cento do mercado chinês de telemóveis - no qual competem com uma dúzia das maiores multinacionais do sector.



Entre as principais conclusões desta análise destaca-se ainda a qualidade dos aparelhos de 2 e 2,5 geração chineses, que é já comparável ao das multinacionais; o seu design inovador e arrojado e o bom nível do seu IC e respectivos componentes, que ao contrário do que sucede na Europa e nos EUA, são misturados com outros chips, evitando a utilização de chip sets inteiros de um só fornecedor.



Por tudo isto, a Portelligen conclui que o mercado chinês de telemóveis está entrar numa fase "hiper-competitiva" que irá acelerar o desenvolvimento do sector, tanto ao nível das empresas nacionais como das multinacionais.



Notícias Relacionadas:

2002-08-02 - Utilizadores da China Mobile estabelecem recorde de envio mensal de mensagens curtas
2001-04-16 - Utilizadores de serviços móveis duplicam na China

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.