A partir de hoje a NOS avança com o serviço comercial do 5G, marcando assim a entrada de Portugal na quinta geração móvel. A primeira oferta 5G da NOS está incluída no pacote de tarifário “Sem Limites Max”, para que os seus subscritores de todo o país possam começar a experimentar sem a necessidade de qualquer tipo de ativação.

“Este é o momento pelo qual esperávamos e para o qual há muito estamos preparados. Vamos, finalmente, poder entregar aos portugueses a tecnologia que vai transformar tudo e abrir possibilidades até aqui nunca imaginadas”, salienta Miguel Almeida, CEO da NOS. Acrescenta que o 5G será um pilar central no processo de transição digital da sociedade portuguesa e no reforço da competitividade da nossa economia.

A NOS assumiu-se como a empresa de telecomunicações que mais investiu no leilão 5G e já tinha prometido que queria lançar produtos até ao final do ano, esperando apenas que a Anacom emitisse as licenças. O relatório final sobre o leilão 5G foi aprovado pelo regulador no início da semana, dando às operadoras que participaram no leilão 5G um prazo de 10 dias para fazer o respetivo pagamento das frequências adquiridas. Até à data, para além da NOS, duas outras empresas já fizeram o respetivo pagamento, a Dense Air e a Vodafone.

Já terminou o leilão do 5G. Encaixe potencial para o Estado é de 566,8 milhões
Já terminou o leilão do 5G. Encaixe potencial para o Estado é de 566,8 milhões
Ver artigo

A NOS foi a única que já teve acesso aos direitos de utilização das frequências (DUF) porque respondeu mais rapidamente ao projeto de decisão da Anacom, não esperando pelo final do prazo de 1o dias, enquanto a Dense Air e a Vodafone ainda não o terão feito, pelo menos até à hora em que escrevemos esta notícia.

Processo terminado para a NOS, a Anacom confirmou hoje a emissão do título dos direitos de utilização de frequências atribuído à operadora. “Esta decisão foi adotada na sequência do pagamento efetuado pela empresa dos valores devidos pelo espectro ganho no referido Leilão, em conformidade com o que determina o Regulamento do Leilão”, salienta o regulador. Para a NOS está concluído o processo de leilão e atribuição das frequências, exceto as associadas à faixa dos 900 MHz, “que será objeto de decisão autónoma”. No comunicado, a Anacom conclui que a empresa pode dar início à exploração comercial das frequências atribuídas.

A operadora promete nos próximos dias lançar novas ofertas no mercado, referindo que tem como objetivo democratizar o acesso à tecnologia. E nas próximas semanas a sua app NOS vai disponibilizar experiências de cloud gaming, realidade virtual e realidade aumentada para que os seus clientes possam testar o potencial das novas ligações.

A NOS diz ainda que para as empresas o 5G apresenta um salto para uma nova dimensão de competitividade, permitindo aos diferentes sectores e indústrias melhorarem a sua eficiência e inovar nos seus modelos de negócio, incluindo o desenvolvimento de soluções Massive IoT, Video Analytics e AR/VR.

O regulador das telecomunicações informou que continuará a dar máxima prioridade à emissão dos títulos à medida que for recebendo os pagamentos por parte dos licitantes, assim como o envio das respostas às audiências prévias relativas aos projetos de decisão relativos aos mesmos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.