Os lesados das fraudes que envolvem a clonagem de cartões Multibanco irão ver as quantias repostas nas suas contas, com as entidades bancárias a reembolsarem os seus clientes, uma vez que "o banco é responsável se houver problemas", revela Francisco Velez Roxo, administrador da Sociedade Interbancária de Serviços, ao jornal O Público.



Desde Abril foram clonados 1,5 mil cartões, o que já gerou prejuízos na ordem dos 50 mil euros, por levantamentos ilícitos, referiu o responsável, ao mesmo jornal.



Durante este mês, entre os dias 2 e 6, foram registadas operações fraudulentas que envolveram 300 cartões falsos, clonados em caixas Multibanco de bombas de gasolina no distrito de Leiria e no Cartaxo. A Polícia Judiciária e a SIBS suspeitam de uma possível ligação dos casos a uma rede criminosa de origem estrangeira.



O Público cita ainda Jorge Morgado, secretário-geral da Deco, que menciona a falta de clareza nos contratos de adesão, de cartões de débito e crédito, no que se refere a "clonagem ou roubo", pelo que deveria ser "completamente explícita" a responsabilidade dos bancos nestes casos.



Os números avançados pelo jornal revelam que existem 15 milhões de cartões de débito em Portugal, com o número de transacções anual a fixar-se nos 1,5 milhões.

Notícias Relacionadas:

2006-04-18 - Máquinas multibanco do BCP validam depósitos com imagem

2005-08-09 - Empresa de segurança descobre mega esquema de roubo de identidade

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.