No final do ano passado faltavam entrar nos cofres da Portugal Telecom 1,5 mil milhões de euros. O valor ficou 12,5 por cento acima ao registado no final de 2008, quando o valor das contas a receber de clientes era de 1,3 mil milhões de euros.

Na lista de motivos estão atrasos no pagamento, cobranças duvidosas ou facturas de clientes que ainda não venceram, avança esta segunda-feira o Diário de Notícias.

A quantia alocada para prevenir as cobranças duvidosas chegou aos 398 milhões de euros no fecho do ano passado, segundo o relatório e contas da operadora de telecomunicações.

O documento acrescenta ainda que, no final de 2009, a operadora de telecomunicações tinha contas a receber vencidas, "com antiguidades superiores a cento e oitenta dias", no valor de "aproximadamente 113 milhões de euros".

As dívidas dos clientes à PT somam assim mais 5,4% do que o valor registado no ano anterior. Estes números englobam tanto a falta de pagamento à TMN, como aos outros negócios do grupo: PT Comunicações, Meo e Vivo.

Tendo em conta as receitas da operadora, as contas a receber dos clientes representam 22 por cento do total de facturação da operadora liderada por Zeinal Bava, enquanto as cobranças duvidosas equivalem a 5,9 por cento.

Também o aumento dos clientes pós-pagos, que correspondem a um maior risco de incumprimento, em todos os negócios do grupo, contribuiu para este resultado.

Embora continue com "quase o mesmo número" de pessoas inscritas de há nove meses atrás, quando foi tornada pública, a lista negra de devedores é considerada um sucesso porque "tem contribuído para gerar uma cultura de pagamento", afirmou o director-geral da Credinformações, Maurício Flores, entidade que gere esta base de dados, ao mesmo jornal.

No entanto, muitos são os consumidores faltosos que não entram para a lista, reservada a clientes com dívidas superiores ao salário mínimo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.