Aproveitando o facto de quase metade da população americana não ter telemóvel (cerca de 43 por cento), a IDT tem alinhada uma estratégia de comunicações que visa a comercialização de terminais "semi-móveis" equipados com chips wi-fi que fornecerão serviços de voz em zonas cobertas com rede wi-fi.



Os baixos custos da tecnologia e o facto de não carecer de infra-estrutura física, permitirão à IDT adoptar uma política de preços reduzidos, cobrando as chamadas a cerca de 5 cêntimos de dólar por minuto, mais um fee mensal que deverá rondar os dois dólares.



Segundo a empresa, que conta disponibilizar o serviço num prazo de dois meses, os terminais deverão custar perto de 100 dólares e as primeiras áreas abrangidas serão New Jersey e Newark, zonas que conta dotar de infra-estrutura até ao lançamento do serviço.



Até ao final do ano, a operadora pretende alargar o serviço a uma dúzia de cidades, dando primazia a áreas com grandes complexos residenciais e populações séniores, avança a USA Today.



A prazo, a IDT não descarta a hipótese de recorrer aos hot spots, de acesso público, instalados nos vários estados americanos, para expandir o seu mercado potencial e dar aos clientes a oportunidade de utilizar os aparelhos em zonas mais vastas.



Notícias Relacionadas:

2004-04-07 - Tecnologias Wi-Fi e 3G vistas como complementares na oferta de serviços WLAN

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.