O Centro de Coordenação de Rede RIPE (RIPE NCC), a organização responsável pela alocação de novos endereços IP na Europa, Médio Oriente e em parte da Ásia, anunciou que o bloco final de endereços IPv4 já esgotou. Embora a passagem para o protocolo IPv6 tenha sido anunciada em 2012, a vasta maioria da Internet ainda funciona à base do seu predecessor. De acordo com o RIPE NCC, caso as operadoras não consigam encontrar formas de realizarem a passagem para o novo padrão, o futuro do mundo online como o conhecemos pode estar em causa.

Montra TeK: A Internet entra hoje numa nova geração
Montra TeK: A Internet entra hoje numa nova geração
Ver artigo

Ao todo, existem de 4,2 mil milhões de endereços IPv4, os quais são compostos por 32 bits. Há sete anos, o padrão IPv6 chegou com a promessa de assegurar 340 undeciliões de endereços de 128 bits. No entanto, o processo de migração para o novo protocolo tem sido mais lento do que o esperado, uma vez que tal implica investimento em hardware que seja capaz de suportá-lo.

O RIPE NCC avança que a adoção do novo protocolo é fulcral, sendo que sem essa migração “poderemos estar a caminhar a largos passos para um futuro onde o crescimento da Internet é desnecessariamente limitado”, alerta. A organização espera que a presente situação pressione as entidades com responsabilidades nesta área a agirem e o mercado a adaptar-se à nova realidade.

Para já, o RIPE NCC indica que vai continuar a recuperar endereços IPv4 de organizações que já fecharam ou de redes que devolveram “moradas online” de que já não necessitam. Contudo o acesso será limitado a uma “lista de espera” de algumas centenas de pedidos por ano, em especial, de entidades que nunca receberam endereços por parte da organização responsável.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.