O Departamento de Justiça norte-americano apresentou uma petição para impedir a compra da T-Mobile pela AT&T. Os receios de que o negócio prejudique a concorrência e crie um monopólio no mercado das telecomunicações justificam a ação.

Avaliada em 39.000 milhões de dólares, a aquisição da subsidiária da Deutsche Telekom, anunciada em março, faria com que se constituísse uma "gigante" da telefonia móvel no mercado norte-americano.

Por um lado essa operadora teria capacidade para chegar a todo o território dos Estados Unidos, alega a AT&T, mas ao perder-se um dos players do mercado, os consumidores poderiam sair prejudicados no que diz respeito aos preços e à qualidade do serviço.

De acordo com um comunicado emitido pelo DOJ, a petição tem por base o argumento de que a aquisição "irá diminuir significativamente a competitividade no mercado, violando leis antitrust do país".

A imprensa internacional refere que a AT&T já reagiu à ação do DOJ, e diz-se "surpresa e desapontada" com a decisão. O Departamento de Justiça, por sua vez, faz saber que poderá considerar um recuo, se a operadora aceitar reformular o negócio. "Se quiserem resolver as questões que nos preocupam, iremos ouvi-los".

Atualmente o mercado norte-americano de comunicações móveis é dominado pela Verizon Wireless, com os 102 milhões de clientes, mas se a compra da T-Mobile avançar, a AT&T aumenta o número de subscritores para 129 milhões, somando ambas uma quota de 43 por cento do mercado móvel norte-americano.





Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.