A Apple já vendeu "dezenas de milhares" de iPads desde que o equipamento entrou em período de pré-venda online, a 12 de Março. A manter-se o ritmo de solicitação verificado até à data, a empresa poderá ultrapassar, nos primeiros três meses de disponibilização do produto, os resultados "históricos" obtidos com o primeiro iPhone.

Quando o primeiro smartphone da Apple começou a ser comercializado, em 2007, atingiu um milhão de unidades vendidas nos 74 dias (cerca de 2 meses e meio) que se seguiram ao lançamento, segundo os números da Flurry.

As novas estimativas para a mais recente "coqueluche" da marca foram divulgadas pelo The Wall Street Journal, que cita "fonte com conhecimento" do assunto, mas não adianta números, nem esclarece se as contas são feitas ao número de equipamentos efectivamente pagos ou se inclui as reservas para o primeiro dia de vendas do dispositivo - que se não forem levantadas até às 15 horas caducam.

No início desta semana tinham sido dados a conhecer os números do grupo AAPL Sanity, do Investor Village, que também não foram confirmados oficialmente. De acordo com as contas então apresentadas, no primeiro dia de pré-vendas do iPad foram encomendadas 120 mil unidades, mas os registos mostravam uma redução do "entusiasmo" nos dias seguintes, para uma média de mil unidades por hora.

Os responsáveis pela análise previam que as vendas viessem a estabilizar nas 30 mil unidades por dia, o que resultaria num total de meio milhão de iPads reservados antes de 3 de Abril - data em que estes serão colocados à venda nas lojas norte-americanas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.