Depois de uma fase de crescimento mais significativo, as ligações de banda larga móvel estão a estagnar, embora o tráfego continue a crescer. Depois da fusão entre a Optimus e a Zon, o Meo reforçou a liderança e detém atualmente 46,8% do mercado, com a Vodafone a baixar para os 30,9% e a Nos a subir 0,3 pontos percentuais para os 22,1%, mas ganha na percentagem de tráfego que passa na sua rede.

Nos dados recentemente partilhados pela União Europeia sobre utilização da banda larga móvel nos Estados membros Portugal aproxima-se do fim da tabela, sendo o segundo país com menor percentagem de utilizadores - apenas 37,3% face a uma média europeia de 61,1% e perante a liderança da Finlândia com 123,5% e da Dinamarca com 107,8%.

O relatório da Anacom relativo aos dados do primeiro trimestre não aponta razões para esta classificação, mas mostra que o número de utilizadores que efetivamente utilizaram Internet em banda larga móvel foi neste período de 3,9 milhões, registando um crescimento de apenas 0,2 por cento em relação ao trimestre anterior.

O tráfego de acesso em dispositivos móveis cresceu 14,9% mas continua a ser uma pequena parte do total do tráfego de banda largam apenas 4,8% no primeiro trimestre, enquanto as ligações fixas são dominantes, sendo responsáveis por 96,6% do total.

A utilização de smartphones é apontada pela Anacom como a impulsionadora da evolução da banda larga móvel, enquanto as ligações através de placas e modems estão claramente a cair em desuso, sendo atualmente usadas por 688 mil clientes, numa quebra de 25% face ao trimestre homólogo.

De acordo com a Anacom, as receitas dos serviços de acesso à Internet móvel atingiram 86 milhões de euros no primeiro trimestre de 2014, baixando 1,5% em relação aos valores registados em igual período do ano anterior.

O relatório da Anacom cita o Barómetro da Marktest para indicar que a mensalidade de Internet com acesso através do telemóvel subiu neste trimestre 5,8% para os 11,8 euros.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.