Em 2015 a taxa mundial de penetração da Internet deverá atingir os 60 por cento. Nos países em vias de desenvolvimento deverá chegar aos 50 por cento e nos países pobres a 15 por cento da população. As metas são das Nações Unidas e são um dos resultados da 40ª reunião da Comissão da Banda Larga para o Desenvolvimento Digital, que fixou um conjunto de objetivos essenciais para assegurar que a banda larga e o seu potencial se desenvolvam de forma a gerar benefícios em todo o mundo.



Os novos objetivos das Nações Unidas passam ainda por garantir que em 2015 40 por cento dos lares nos países desenvolvidos tenham acesso à Internet e que pela mesma altura todos os países tenham um plano nacional para a banda larga, ou já tenham incluído este tipo de serviços no conceito de Serviço Universal.



No mesmo ano, defende a organização, a banda larga deve ser acessível a todos, um objetivo que só pode ser cumprido se os Estados assegurarem - através da regulação - a promoção de serviços mais baratos nos países em vias de desenvolvimento.



A União Internacional das Telecomunicações, organismo das Nações Unidas com responsabilidades na área das telecomunicações, terá a missão de acompanhar os progressos de cada Estado e medi-los. Anualmente será publicado um ranking com os resultados.



A reunião da Broadband Commission for Digital Development precedeu ao Broadband Leadership Summit, um evento que está a decorrer em Genebra e que reúne mais de 250 lideres políticos e da indústria. Os responsáveis discutem durante a cimeira a proposta da comissão.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.