O Nexus One vai deixar de ser vendido directamente pela Google. A gigante da Internet vai apostar antes num modelo de comercialização tradicional, em lojas, que implicará novos parceiros, nomeadamente nos Estados Unidos.



Na base da decisão está a prestação da loja, lançada em Janeiro, abaixo das expectativas. "Continuava a ser um canal para os primeiros compradores", refere o vice-presidente de engenharia da Google, Andy Rubin, no blog oficial da empresa.



O responsável anuncia que a estratégia passa agora por ampliar o modelo adoptado na Europa, que assenta nas parcerias firmadas com revendedores e operadores, apostando-se numa maior disponibilidade do smartphne nas lojas.



Andy Rubin admite ainda que, por mais que as vendas virtuais do Nexus One tenham sido uma tentativa de mudar a forma como se compram telemóveis, as pessoas ainda preferem ir à loja para ver e tocar o telefone.



O site de vendas será entretanto reaproveitado para mostrar todos os smartphones de plataforma Android, numa espécie de "showcase" do portfolio da Google na Internet.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.