É mais um revés para a Portugal Telecom na polémica com a Zon . O Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial (ICAP) considerou, mais uma vez, que a campanha protagonizado pelos Gato Fedorento é enganosa e suspendeu o anúncio relativo ao serviço de Internet, denominado “Experiência Meo velocidade de Internet”.

No extracto da acta do Júri de Ética do ICAP, a que a agência Lusa teve acesso, a referida campanha é descrita como “desconforme” com os códigos da Publicidade e de Conduta do ICAP, “pelo que a sua divulgação deverá cessar de imediato e não deverá ser reposta - quer na sua totalidade, quer em termos parciais - caso se mantenham os tipos de ilícito apurado pelo Júri de Ética”.

O ICAP teve idêntica decisão na semana passada , quando suspendeu a campanha da PT “Experiência Meo Zapping”, também após queixa da Zon, que acusava a empresa de violar os códigos da publicidade instituídos. Além disso, considera que a campanha é susceptível de induzir o consumidor em erro.

Além da Zon, também a Cabovisão avançou com uma queixa contra a campanha da PT junto do regulador para a área da publicidade, mas ainda sem resposta. As operadoras contestam a comparação que a PT faz, nesse anúncio, a outros serviços de televisão, assim como a indicação de que o serviço de voz, Internet e televisão Meo custa 19,99 euros.

Os anúncios Experiência Meo Zapping apresentam uma oferta Triple Play a partir de 19,99 euros, mas o preço é válido apenas até final do ano. A partir dessa altura a mensalidade aumenta para os 40,99 euros - e implica um valor mensal adicional mínimo de 5,04 euros para a caixa descodificadora e uma permanência na rede de 24 meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.