Depois do acesso à Internet, a Virgin prepara-se para começar a dar aos seus passageiros a possibilidade de fazerem chamadas de telemóvel durante o voo, revelou o COO da companhia, numa entrevista à BBC.

A novidade estará disponível a partir do final deste ano, para quem viajar entre Londres e Nova Iorque nos Airbus A330 da companhia, que se prepara para assegurar o serviço em pelo menos 20 aviões, numa primeira fase.

O serviço, prestado pela AeroMobile, estará acessível apenas para clientes das operadoras Vodafone, O2 ou T-Mobile e será sujeito às taxas de roaming aplicadas pelas empresas, mas a principal limitação deverá ser mesmo o facto de apenas poderem estar em utilização até seis telemóveis em simultâneo.

A possibilidade também não estará operacional durante a descolagem e aterragem, ficando acessível apenas a partir do momento em que o avião atinja os 10 mil pés (3 Km) de altitude. No espaço aéreo norte-americano a utilização também ficará limitada, devido a uma proibição imposta pela Federal Communications Commission (FCC).

Segundo explicou a Virgin, o serviço em questão funciona recorrendo a uma estação instalada no avião que emite o sinal para um satélite de telecomunicações móveis, que, por sua vez, o redireciona para uma antena em terra.

Para além das chamadas, os utilizadores podem enviar e receber SMS e emails ou mesmo navegar na Internet através da rede GPRS. O sistema é semelhante ao disponibilizado por empresas como a Emirates Airlines, que reclamou o título de pioneira, em 2008.
Companhias como Air France ou a portuguesa TAP são outros dos exemplos de transportadoras aéreas com projetos nesta área.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.