A Radiomóvel, operadora de serviços móveis profissionais, anunciou que vai assegurar a migração da rede analógica de trunking dos CTT para tecnologia digital CDMA. Em comunicado, a empresa explica que a migração vai permitir uma utilização mais eficaz do sistema de comunicações, visto que a nova tecnologia oferece uma velocidade de transmissão de dados superior permitindo também o desenho de novos serviços, na voz e dados.

Recorde-se que a Radiomóvel vem investindo desde o ano passado numa nova rede de comunicações profissionais digital assente em CDMA. O objectivo da empresa, controlada por um grupo inglês, é garantir uma cobertura nacional assente em tecnologia mais moderna que a prazo poderá também vir a assegurar serviços de banda larga fora do âmbito normal de actuação da empresa.

Entre as hipóteses estudadas pela empresa está a possibilidade de fornecer serviços de banda larga em zonas remotas. Para colocar no mercado a nova oferta digital a Radiomóvel criou a marca Zapp Professional Solutions, que vem agindo junto da base de 1600 clientes analógicos no sentido de assegurar a sua migração para a nova tecnologia, caso estes assim o entendam.

A migração para a tecnologia digital CDMA nos CTT vai implicar a introdução de alterações no actual sistema de comunicações da empresa asseguradas pela Radiomóvel.

João Barbosa, director geral da empresa, afirma que esta opção "irá permitir a optimização da eficiência da comunicação, principalmente através do aumento da velocidade de transmissão de dados, permitindo a adopção de novas e sofisticadas aplicações".

De acordo com João Barbosa, a escolha pela tecnologia digital permitirá que os CTT desfrutem de novas funcionalidades do seu sistema de comunicações, como por exemplo, a transmissão bidireccional de dados, em modo IP (Internet Protocol) a velocidades de 153kbps, tanto no downlink como no uplink.

Actualmente a solução usada pelos CTT permite fazer a gestão da frota através de tecnologia GPS, fazer o track and trace das encomendas através da leitura e transmissão dos códigos de barras e monitorizar os postos de vendas de selos.

A adaptação das aplicações será totalmente financiada pela Radiomóvel, que também irá substituir os actuais terminais analógicos por terminais portáteis CDMA.

Notícias Relacionadas:
2005-05-12 - Radiomóvel quer 20 mil clientes até final do ano
2005-02-11 - Anacom recusa pedido de frequências adicionais da Repart
2004-11-12 - Radiomóvel estuda oferta de banda larga para mercado residencial
2004-03-24 - Radiomóvel testa comunicação entre rede móvel trunking e rede fixa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.