A maturidade e proliferação das soluções móveis de acesso à Internet (Mobile Wireless Broadband Access - MBWA) podem provocar alterações significativas no modelo competitivo das telecom e obrigar os operadores a repensar o seu modelo de negócio na área dos dados, alerta um estudo da Arthur D. Little resumido ontem pelo seu autor Karim Taga, num encontro promovido pela Ericsson e pelo Semanário Económico.



O documento sublinha as velocidades de transmissão de dados permitidas pelas novas tecnologias móveis de acesso à Internet - que podem variar entre os 384 kpbs e os 4 mbps - e a mobilidade que garantem, como factores competitivos de importância vital num cenário comparativo entre vários formatos de acesso.



Ao nível da qualidade as tecnologias móveis de acesso estão equiparadas ao DSL e são superiores ao 3G no seu estádio actual, uma vez que usam tecnologias mais avançadas, como antenas inteligentes que tiram melhor partido do espectro disponível, refere o mesmo documento.



Face aos dados Karim Taga prevê que em 2008 o número de clientes de soluções móveis de acesso à banda larga se fixe nos 10 milhões, pelo que deve ser motivo de reflexão para a indústria.



O estudo sublinha que só nos últimos dois anos foram realizadas 40 experiências piloto ou lançamentos comerciais de soluções móveis de acesso, baseadas em standard proprietários ou abertos, dependendo dos fabricantes envolvidos, uma vez que não existe para já um standard dominante.



Neste campo a Arthur D. Little isola quatro tecnologias como principais candidatas ao lugar: UMTS, CDMA 1x EV-DO, WiMAX (802.16e) e MobileFI (802.20) a alerta alguma prudência aos operadores, antes de realizarem investimentos em qualquer uma delas, tendo em conta que não estão normalizadas, mas diz também que um investimento tardio numa solução que depois de estabilizada acumula grande potencial de crescimento pode ter consequências graves.



O documento dedica algumas linhas em particular ao WiMax que na opinião do autor do estudo está longe da normalização - na vertente móvel - num processo que não deverá ser simples.



Notícias Relacionadas:

2004-12-31 - Operadoras e fabricantes juntam-se no desenvolvimento de nova tecnologia de dados móvel


2004-06-30 - Europa apela à coesão na resolução dos desafios colocados à banda larga móvel

2004-02-04 - Clix testa alternativa ao ADSL através de rede UMTS da Optimus

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.